Você já conhece o “low code”?

Em um mundo cada vez mais tecnológico, as demandas por desenvolvimento de soluções cresceram e ainda crescem quase que exponencialmente, para basicamente todo tipo de ocasião. No entanto, uma grande barreira para a entrada nesse mercado é o aprendizado e a compreensão completa de linguagens de programação, visto que, falando de uma maneira geral, é como se você tivesse que aprender “um novo idioma” para se adaptar às situações que aparecem.

Para resolver esses problemas, há alguns anos foram criadas algumas plataformas “low code”, sistemas que permitem o desenvolvimento de softwares detalhados sem a necessidade de desenvolver tudo em linhas de código. A tecnologia vem sendo cada vez mais utilizada para sanar as necessidades de tecnologia dos negócios atuais, visto que o mercado de desenvolvimento também sofre com uma escassez de profissionais qualificados.

Em plataformas de desenvolvimento low code, o desenvolvedor faz uso de configuração e interfaces gráficas de usuário ao invés de programação de computador convencional, codificada manualmente. É como se você construísse algo utilizando legos de variadas formas e tamanhos que se encaixam de acordo com as suas necessidades.

O uso dessa tecnologia permite que várias pessoas participem do processo de desenvolvimento de um software, não somente programadores treinados. Além disso, de maneira geral o low code também pode reduzir o custo de estabelecimento, implantação e treinamento dos profissionais.

Atualmente, algumas empresas e plataformas oferecem treinamento gratuito ou alguns cursos pagos para pessoas que querem adentrar essa profissão. No entanto, é importante destacar que conhecimentos da programação tradicional são muito bem vindos, como modelagem de dados e compreensão de lógica de programação e desenvolvimento de algoritmos.

Que tal adentrar o mercado tecnológico? Fique ligado aqui no nosso blog para mais atualizações!

Compartilhe: